Localização:
Rodovia Anhanguera, Km 174
Araras - São Paulo - Brasil

Contato:

Telefones de contato

Graduação

Notícias

UFSCar promove o respeito à diversidade na recepção a estudantes

A UFSCar se prepara para receber em seus quatro campi, a partir do dia 20 de março, as 2.897 pessoas que foram aprovadas para iniciar seus estudos de graduação na Universidade em 2017. Em parceria com diferentes coletivos estudantis, uma série de atividades de recepção e acolhimento está sendo programada, e pode ser acompanhada no site da Calourada UFSCar 2017, em permanente atualização. Dentre essas atividades, um conjunto de ações visa promover o respeito à diversidade, a partir de uma parceria que envolve a Secretaria de Ações Afirmativas, Diversidade e Equidade (Saade) e a Ouvidoria da UFSCar.

Uma dessas ações é a reedição da campanha “Respeite a Diversidade”, originalmente elaborada para a Taça Universitária São Carlos (Tusca) em 2016. A parceria envolve também a Associação Atlética Acadêmica; a Liga Interdisciplinar de Saúde da Mulher (Lismu); e a Liga de Estudos sobre Diversidade e suas implicações na Saúde (Ledis); além do Núcleo de Direitos Humanos, da Ouvidoria e da Prefeitura da USP em São Carlos e do Centro Acadêmico Armando de Salles Oliveira (Caaso). Serão impressos e distribuídos cerca de 3.500 cartões postais, com desenho de autoria do estudante da UFSCar, Gustavo Magno, representando a diversidade de gênero; mensagem que visa promover a celebração com respeito à diversidade e sem violência; e orientações para denúncias de eventuais violências.

A Saade também está coordenando a organização de uma série de eventos. No dia 20 de março, a Secretaria participará da Feira Acadêmica, para a qual convidou outras unidades e coletivos com os quais vêm trabalhando, como o Incluir – Núcleo de Acessibilidade da UFSCar; o Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros; servidoras e servidores com vínculo com o curso de graduação em Tradução e Interpretação em Língua Brasileira de Sinais/Língua Portuguesa; o Centro de Culturas Indígenas (CCI); a Frente Negra; o Diretório Central dos Estudantes (DCE); e a Ledis e a Lismu. Na Feira – que acontece das 15h30 às 18 horas na área externa da Biblioteca Comunitária (BCo), no Campus São Carlos -, a Saade e esses parceiros reforçarão a campanha de respeito à diversidade – com distribuição dos cartões e material informativo sobre a Ouvidoria – e apresentarão a Política de Ações Afirmativas, Diversidade e Equidade da UFSCar. Já no dia 21, será realizada roda de conversa, também com a participação desses diferentes grupos, para apresentação da Política, das 14 horas às 17h30, no Auditório 1 da BCo.

A programação completa da Calourada 2017 em todos os campi da UFSCar pode ser acompanhada em www.calourada.ufscar.br. Além das atividades apresentadas, a Saade também está programando, para o dia 28 de março, roda de conversa sobre a temática das novas masculinidades, machismos e feminismos (em parceria com o Departamento de Ciências Sociais, a coordenação do curso de graduação em Ciências Sociais e o Programa de Pós-Graduação em Sociologia); e, para 30 de março, seminário sobre as diferentes perspectivas de ser mulher na sociedade brasileira. A programação de atividades da Secretaria pode ser conferida no Blog da Saade.

Formação
Para preparar a recepção e acolhimento à comunidade estudantil que está chegando à UFSCar, uma outra frente de ação está relacionada à formação de profissionais que atendem esse público para lidar com a diversidade. Nesse sentido, uma primeira ação concretizada pela Saade, a partir de demanda da equipe da Pró-reitoria de Assuntos Comunitários e Estudantis (ProACE), foi a realização de uma roda de conversa, no último dia 10, sobre gênero e diversidade sexual. O objetivo foi apresentar situações, conceitos e experiências com relação às identidades de gêneros, visando, dentre outros resultados, que possa ser aprimorado permanentemente o atendimento respeitoso à diversidade cada vez mais presente na Universidade.

A roda de conversa contou com a presença das equipes completas do Departamento de Serviço Social (DeSS) e da Seção de Moradias (SeM) da ProACE, além de parte da equipe do Departamento de Esportes (DeEsp). O diálogo teve a participação também de estudantes das ligas parceiras da Saade, a Ledis e a Lismu.

“Esta era uma necessidade, uma demanda que já vínhamos sentindo como de extrema relevância desde o ano passado e, neste momento, concretizou-se com o foco específico da chegada de estudantes. Nossa avaliação é extremamente positiva, pois muitos de nós tivemos contato com alguns temas e experiências específicas pela primeira vez, o que é fundamental para que possamos trabalhar para a garantia de direitos”, relata a Chefe do DeSS, Cristiane Cinat. “Tivemos a oportunidade, por exemplo, de tratar de dúvidas relacionadas ao cotidiano dessas pessoas no atendimento ao público, de questões simples sobre, por exemplo, como se dirigir às pessoas transgêneras. Ao mesmo tempo, pudemos abordar também temas mais amplos, a exemplo do conceito de gênero como construção social. Foi um primeiro passo, um momento inicial, que deve ser seguido por novos encontros, na própria moradia estudantil, além de conversas em outras unidades e setores”, complementa a Coordenadora de Gênero e Diversidade da Saade, Natalia Rejane Salim, docente do Departamento de Enfermagem (DEnf) da UFSCar.

Publicado por: Mariana Pezzo
Em 15/03/2017